Poesia Empoeirada

 

Ando escrevendo poesia de poeira.

Digo que escrevo.

Mas é meu pensamento que borda enquanto vivo.

Poesia empoeirada das coisas que se movem.

E envelhecem pouco a pouco.

 

Na tentativa de ser palavra.

A poeira me fará refém do que passa.

E só assim serei simples na vida.

Amante do pó.

Amiga do tempo.

Fiel à paisagem.

Inútil de tanto amor.

 

primeiro-voo-det-2

Anúncios

3 Respostas to “Poesia Empoeirada”

  1. marcelo kraiser Says:

    Que bom de se ver e ler este seu blog!!!

  2. marcelo Says:

    muito muito bonito tudo isso aqui jujulucha!

  3. Dedé Says:

    meu novo vicio.
    tudo lindo.
    tudo muito lindo tudo isso.

    beijos grandes!
    Dedé

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: