aconteceu mesmo

à eva

 

 

ela ficou sem lugar

 

de tal modo impossibilitada e desfeita

que restou ainda algo por fazer

um lugar perdido sem pessoa

 

ela era um lugar perdido sem pessoa

ela-sem-lugar deixou de ser turbilhão arqueado

e desabou o horizonte

 

então dormiu como se a noite fosse homem

e ela fosse homem também

o sono estava correto

como a pronúncia da língua adormecida 

sua roupa era nua por dentro

e uma usina funcionava fabricando acordos

por acúmulo de confiança no mundo 

 

 

havia e tudo olhava

Anúncios

4 Respostas to “aconteceu mesmo”

  1. marcelo Says:

    tudo olhava tudo !

    oh ! que enigma bonito e tão claro !

  2. clarice Says:

    ju, que lindo isso tudo!

    eu leio seus poemas e flutuo!

  3. valeria Says:

    talvez se não fostes tão eva,
    sofreria menos com a falsa ideia

    • Julia Panadés Says:

      o texto é para eva, minha hermana.

      Ela no texto não sou eu, nem tampouco a eva.
      É uma Ela, que não sabe mais de si do que inventa.

      não escrevo meus sofrimentos, nem os falsos nem os verdadeiros.
      não acredito em idéias falsas, porque não acredito nas verdadeiras.
      mas invento formas para o que me é urgente,
      para o que me afeta,
      para a vida que me faz sentir e pensar.

      agradeço a visita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: