Archive for setembro \30\UTC 2011

LITERALMENTE

30/09/2011

 

 

 

cuidado

15/09/2011

 

ela deseja

o que nunca  viveu

mas consegue intuir

no espaço do corpo

o talvez

 

ela fixa

embora sinta-se fluxo

desenho de um movimento

entre paredes póstumas

e trajetória prévia

 

ela foge

esvazia contornos

neste desejo vivo

intimidade côncava

em segredo de si